SÃO CARLOS CLUBE

A proposta orçamentária da Diretoria Executiva do São Carlos Clube (SCC) para o ano de 2018 foi aprovada no dia 24 de outubro, em reunião do Conselho Deliberativo, e não prevê aumento na taxa de manutenção, construção, mensalidades e escolinhas. 
A proposta pretende manter o trabalho realizado pela Diretoria Executiva até agora, que é o de equalizar as contas sem redução da qualidade dos serviços e produtos oferecidos aos associados e sem queda de investimentos na infraestrutura do Clube.
Marco Antonio Partel, diretor administrativo, explica que a proposta total de investimentos em 2018, da ordem de R$ 2.667.204, deverá ser um pouco menor do que a praticada em 2017, quando o valor foi de R$ 2.729.299. O mesmo ocorreu com o orçamento, que, por conta dos resquícios da crise financeira brasileira, também deverá ser um pouco mais enxuto em 2018 – R$ 15.919,917 – do que o praticado em 2017, da ordem de R$ 16.167.847. 
Partel ressalta ainda que a retomada do crescimento do Clube tem sido consequência de um trabalho contínuo de planejamento, em que o orçamento é que rege as aplicações dos recursos disponíveis, contribuindo para a eficiência da estrutura administrativa e organizacional do SCC. “Os indicativos econômicos nacionais mostram um cenário de baixo crescimento econômico em 2018 e ainda estamos absorvendo a inflação do ano passado. Mas esse congelamento do valor das taxas não significa redução de investimentos em qualquer área.”